Data: terça, 17 de maio de 2022
Clima

Crianças da aldeia Boa Esperança são vacinadas contra a Covid no ES

15/01/2022

O Espírito Santo começou a vacinação de crianças de 05 a 11 anos contra a Covid-19. As primeiras a serem vacinadas são da aldeia Guarani de Boa Esperança, localizada no litoral de Aracruz. Com autorização e acompanhadas dos seus responsáveis legais, Arthur da Silva Marinho, de 06 anos, e Lucimara Carvalho da Silva, 09 anos, receberam a dose da vacina na manhã deste sábado (15), em ato simbólico no Palácio Anchieta, em Vitória. As crianças receberam a primeira dose da Pfizer/BioNTech.

“Hoje é um dia importante para todas as crianças indígenas. Estamos muito felizes por saber que a vacina chegou também para elas”, declarou Josias Carvalho Marinho, pai de Arthur e tio de Lucimara.

A secretária de Saúde de Aracruz acompanhou a vacinação, junto ao governador do Estado, Renato Casagrande, da vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes, do secretário de Estado da Saúde Nésio Fernandes, do Cacique Toninho, da aldeia Boa Esperança e outras autoridades.  

Vacinação das crianças no Estado
Atualmente, o Espírito Santo tem 393.089 pessoas entre 05 e 11 anos aptas para receber a vacinação contra Covid-19. Devido ao número de doses disponibilizadas nesse primeiro momento, o Governo do Estado organizou a imunização por meio de alguns grupos prioritários.

Inicialmente, serão vacinadas as crianças indígenas (que representam 397 pessoas); quilombolas; pessoas com deficiência permanente; comorbidades; e 11 anos de idade (com público de 54.685 cidadãos). Não há uma estimativa de quantas crianças quilombolas; com deficiência permanente ou; com algum tipo de comorbidade habitam o Estado.

Caso o público tenha tomado alguma vacina do Calendário Nacional de Imunização, é necessário aguardar 15 dias para receber a dose da Pfizer contra Covid-19. A segunda dose será aplicada com o intervalo de oito semanas (56 dias). Além disso, as crianças que completam 12 anos de idade entre a primeira e a segunda dose devem permanecer com o esquema de vacinação com a dose pediátrica.

Não será exigida a prescrição médica para imunização desse público no Espírito Santo, porém, os indivíduos que se enquadram no grupo de comorbidade deverão apresentar laudo que comprove a sua situação específica no ato da imunização.

A vacinação das crianças em solo capixaba está prevista para ter início em diversos municípios, ainda neste sábado (15), sendo que a implementação é realizada por cada região, assim como ocorre com os demais grupos da Campanha de Imunização. A imunização das crianças deve ser realizada em ambiente específico e separado da imunização dos adultos, conforme recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Clique aqui e confira a íntegra da Resolução CIB N° 010/2022, publicada no Diário Oficial do Espírito Santo, nesta sexta-feira (14). No texto, é possível conferir os tipos de comorbidades.

Diferença entre as doses para aplicadas em crianças e adultos

A Vacinação da Pfizer já é utilizada no esquema vacinal padrão de adolescentes e adultos e na aplicação de dose de reforço. Entretanto, os lotes destinados às crianças apresentam algumas diferenças como nos frascos, dosagem e tempo de armazenamento. Confira as diferenças no quadro (na galeria de imagens).

Com informações do Governo do Estado

TEXTO: Luã Quintão
E-MAIL: comunicacao.aracruz.es@gmail.com