Data: domingo, 27 de setembro de 2020
Horário de Brasília: 19:46
Clima

Pesquisadores descobrem nova espécie no Aricanga

10/08/2020 Raquel de Pinho SECOM/PMA

Uma nova espécie de planta foi descoberta pela bióloga e entusiasta da botânica, Thais Fanttini Sagrillo Zucolotto e pelo Doutor Rodrigo Theofilo Valadares, no Parque Natural Municipal do Aricanga, em Aracruz. A principal característica que diferencia a espécie das demais é sua folha em formato de um coração alongado com a base sobreposta. A espécie foi batizada de Anthurium* Sagrilloanum em homenagem ao pai de Thais, José Francisco Sagrillo, um apaixonado pela ciência e pela botânica, mesmo não tendo formação na área.

A descoberta teve início numa caminhada da pesquisadora pelo Parque, quando surgiu a ideia de escrever um projeto de coleta das espécies encontradas que pudessem ser identificadas. “Convidei um amigo especialista em botânica para participar comigo, Rodrigo Theófilo Valadares, que mencionou uma planta de aparência bem diferente, que nunca tinha visto florida. Decidimos procurá-la nas caminhadas e um dia encontramos um paredão lotado da espécie com flores, frutos, planta jovem, adulta e tudo mais. Foi uma alegria tamanha que pulamos de felicidade”, conta Zucolotto.

A confirmação sobre o ineditismo da espécie se deu por todas as características encontradas. “Fomos para o laboratório para fazer as análises. Eu já havia coletado essa espécie para minha monografia, porém, não tinha conseguido identificá-la com nenhuma outra especie já catalogada”, explica a bióloga. A nova espécie foi depositada no Herbário da Ufes, o VIES, e também no Museu de Biologia Professor Mello Leitão (MBML).

Para o secretário de Meio Ambiente da PMA, Edgar Allan Martins, a descoberta dessa nova espécie de planta no Parque Natural Municipal do Aricanga evidencia a riqueza do ambiente em biodiversidade. “Reforça ainda mais a necessidade de se preservar esse patrimônio tão importante para conservação da fauna e flora do município de Aracruz”, destaca o secretário.

De acordo com gerente de Recursos Naturais da Semam, Fabrício Rosa o Parque conta com um trabalho contínuo de conservação. “A Semam supervisiona a recuperação das áreas degradadas, a conservação das nascentes e de todo o parque. Além disso, promove a educação ambiental e fiscalização das imediações”, completa.

Fabrício ressalta a importância desta descoberta para o município. “A partir de agora isso fica registrado na literatura científica e pode chamar a atenção de outros pesquisadores para que sejam feitas outras pesquisas também no parque, podendo ganhar ainda mais visibilidade no mundo acadêmico”, frisa o gerente.

*Anthurium é a classificação que se dá à espécie de planta de caráter trepador ou rasteiro, herbácea e perene. A espécie se caracteriza por folhas grandes, verdes, grossas e, geralmente, em forma de coração.

TEXTO: Raquel de Pinho
E-MAIL: comunicacao@aracruz.es.gov.br