Data: quarta, 28 de outubro de 2020
Horário de Brasília: 09:06
Clima

Aracruz é o primeiro município do ES a utilizar ambulância avançada com cápsula de isolamento para Covid-19

24/04/2020 Divulgação SECOM/PMA

O transporte sanitário de pacientes infectados pela Covid-19 conta agora com um reforço inédito no Espírito Santo: a cápsula de isolamento contra a disseminação da Covid-19. Aracruz é o primeiro município capixaba a adquirir uma ambulância avançada com cápsula de proteção em aerossol para remover com segurança os pacientes sem que haja risco de transmissão para trabalhadores da saúde.

Primeira no estado, a ambulância de suporte avançado equipada com uma maca encapsulada que evita que o novo coronavírus se dissemine por meio de aerossol chega primeiro à Central de Ambulâncias de Aracruz após um esforço da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Saúde, para preparar a cidade para acompanhar os casos mais graves da Covid-19, caso venham a acontecer. O equipamento é mais um avanço do trabalho da Semsa/Aracruz e do Comitê Sanitário de Prevenção e Enfrentamento da Covid-19 da Prefeitura de Aracruz contra a propagação do novo coronavírus considerado de fácil e alto contágio. 

Fabricada em PVC não tóxico de alta qualidade, a cápsula faz a filtragem constante do ar através de um exaustor, evitando que este ar seja exposto dentro da ambulância e nos espaços por onde a maca encapsulada se desloca durante o transporte do paciente até os leitos de tratamento. A câmara possui acessos para a passagem dos cabos de equipamentos e monitores, bem como os dutos para respiradores mecânicos. 

Os estudos para criação da cápsula se basearam em um equipamento semelhante usado em aeronaves no deslocamento de pacientes com doenças infecciosas respiratórias potentes. Para facilitar o manuseio por parte dos profissionais de saúde, a cápsula ganhou uma estrutura mais resistente se comparada ao equipamento usado no transporte aéreo. 

A ambulância equipada com a cápsula possui também os instrumentos básicos de uma UTI móvel, entre eles, respirador mecânico, cardioversor (desfibrilador), monitor multiparamétrico, bomba de infusão contínua de medicação, oxímetro (aparelho que mede a saturação do oxigênio no sangue e verifica os batimentos cardíacos), entre outros instrumentos necessários ao socorro do paciente. 

“Esta ambulância é resultado de vários estudos e pesquisas e está sendo indicada por médicos sanitaristas para ajudar no transporte de pacientes, mantendo a segurança dos profissionais de saúde. Aracruz é o primeiro município a contar com o veículo e com uma Central de Ambulâncias própria”, declara a secretária de Saúde, Clenir Avanza. 

Para o prefeito Jones Cavaglieri, a ambulância equipada com a cápsula para transporte de pacientes de coronavírus é motivo de muita satisfação porque significa o reconhecimento de todo trabalho desenvolvido pela administração municipal ao longo dos últimos meses ao  preparar espaços para atender a população. “Hoje nosso trabalho foi coroado com o recebimento deste carro com esta cápsula que é o primeiro no Espírito Santo. Pra nós é motivo de orgulho, de poder oferecer à nossa população e aos profissionais de saúde no transporte de pacientes a segurança deles não serem contaminados”, destaca o prefeito Jones. 

A ambulância de suporte avançado foi apresentada ao subsecretário de estado de Regulação, Controle e Avaliação em Saúde, Gleikson Santos, que visitou o município na tarde desta quinta-feira (23/04) para supervisionar e conhecer as ações de prevenção e assistência em saúde implementadas pela Prefeitura de Aracruz desde a deflagração da pandemia. O subsecretário estadual anunciou a inclusão do município no plano de contingenciamento do Governo do Estado para enfrentamento do novo coronavírus pois Aracruz vem se preparando dentro das cautelas sanitárias para encarar os piores momentos da crise que estão por vir com o possível agravamento do aumento do número de casos de doentes graves por Covid-19. 

“Aracruz vem assumindo o seu protagonismo, o seu comando único, a saúde de forma integral, então hoje, o município está organizado, montou um serviço de remoção móvel para atender logisticamente, dentro e até mesmo fora do município, a estes pacientes de acordo com a sua gravidade. O município criou um fluxo para suas UPAs: aquele paciente que chegou, que precisa de atendimento e não tem problema de saúde, vai pra casa ficar em isolamento social. E aqueles pacientes que possuem algumas comorbidades, em que é necessário internação, vem para observação do hospital ou pode ficar na própria UPA. Aqueles pacientes que apresentam gravidade e que precisam de cuidados intensivos vão para o suporte da terapia intensiva. Aracruz tem esta qualificação, esta capacidade instalada, pois monta esta estrutura para atender toda a sua municipalidade. Agradecemos intensamente ao prefeito de Aracruz e à secretaria por todo este protagonismo”, destaca o subsecretário de estado, Gleikson Santos.

TEXTO: Simony Leite Siqueira
E-MAIL: comunicacao@aracruz.es.gov.br