Defesa Civil de Aracruz realiza cadastro de famílias que vivem em áreas de risco

10/11/2017 divulgação
Com o cadastro os órgãos competentes terão noção da quantidade de residências e pessoas que habitam essas áreas consideradas de risco

Com o cadastro os órgãos competentes terão noção da quantidade de residências e pessoas que habitam essas áreas consideradas de risco

Desde o último dia 26 de outubro a Defesa Civil de Aracruz vem desenvolvendo as coletas de dados das famílias que vivem em áreas consideradas de risco no município. A primeira localidade visitada foi a de Santa Luzia. Posteriormente os agentes visitarão o distrito de Guaraná, Morro do Cruzeiro, além de outros locais. Estas visitas acontecem em dias alternados, com o uso de coordenadas de GPS.

O objetivo desse cadastro é fazer com que, tanto a defesa civil, quanto o corpo de bombeiros e outros órgãos competentes tenham noção da quantidade de residências e pessoas que habitam essas áreas consideradas de risco. Esse trabalho irá ajudar o município a se preparar para poder oferecer uma resposta em casos de desastres, principalmente no socorro e na ajuda humanitária.

De acordo com o Coordenador de Proteção e Defesa Civil da prefeitura de Aracruz, Daniel Rocha, esse trabalho também norteia as equipes de socorro no momento das buscas de vítimas soterradas e outros casos. “Outro fator importante da coleta de dados é saber se existem pessoas acamadas ou com outro tipo de deficiência na moradia, pois em um determinado evento adverso e dependendo da situação, essas pessoas terão socorros diferenciados", explica.

INFORMAÇÕES À IMPRENSA
Renato Lana
Tel. (27) 3270-7070
E-mail: rfaria@aracruz.es.gov.br